Eduardo Aquino | Referência em Energia Solar

Baterias Estacionárias e Automotivas é Tecnologia Ultrapassada

Baterias Estacionárias e Automotivas é Tecnologia Ultrapassada?

Tempo de leitura: 2 minutos

Baterias estacionárias e automotivas com a tecnologia chumbo ácido realmente está ultrapassada? É uma tecnologia do passado?

Veja neste vídeo que aia tem muito mercado para estas baterias.

Eu sou Eduardo Aquino, seja bem-vindo a mais um vídeo.

Dessa vez você verá em detalhes um sistema de energia solar muito simples, mas muito eficiente, que cumpre o que promete.

Se você também é um daqueles que pensam que baterias estacionárias e automotivas chumbo-ácido já era, que é tecnologia ultrapassada, que não serve para mais nada, que sistema fotovoltaico simples precisa ser com inversor convencional e não pode ser com híbrido…

Sinto muito em lhe dizer, mas você está completamente enganado.

Hoje você verá um sistema de energia solar de mais um aluno aqui do canal.

Nesse vídeo o aluno Dionisio mostra seu sistema fotovoltaico, que é pequeno e simples, mas que roda a casa inteira.

É isso mesmo, uma energia solar fotovoltaica que dá conta de tocar uma residência por completo!

São 4 baterias chumbo-ácido de 220Ah da Freedom ligadas em série, dando 48v. E um inversor híbrido da Growatt de 3000w.

É um sistema de energia solar muito bem instalado, bem-organizado, com todas as proteções adequadas.

São 4 placas fotovoltaicas de 460wp, ligadas em série paralelo.

Inclusive suas baterias estão enumeradas, de 1 a 4, uma forma muito bacana e prática de conseguir se organizar no sistema fotovoltaico.

Entretanto, um ponto interessante de abordar aqui, é que dá para ver que as baterias do sistema fotovoltaico do aluno ainda estão com os plásticos nelas.

Não é recomendado de forma alguma manter os plásticos nas baterias dessa forma, os fabricantes só fazem isso para proteção dos equipamentos enquanto ainda não foram vendidos.

Mas uma vez que esteja usando, não é recomendado utilizar dessa forma.

Além disso, ele utiliza um disjuntor de 200A para um inversor híbrido de 3000w, tensão de entrada de 48v.

Ou seja, o disjuntor está sobredimensionado. O correto aqui seria um disjuntor bipolar DC de 63A, no máximo 80A.

Fora isso, é uma excelente instalação fotovoltaica.

Clica na imagem abaixo e assista até o final para não perder nada. Vem comigo!

Baterias Estacionárias e Automotivas é Tecnologia Ultrapassada

 

Nenhum comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.